» 1.0 Serviços » Diagnóstico em centros educativos


 Diagnóstico em centros educativos


Qual o âmbito do diagnóstico de radiações eletromagnéticas de origem tecnológica, em centros educativos?


O diagnóstico é de radiações eletromagnéticas de eletricidade (incluídas torres de alta tensão e postos de transformação) bem como radiações de comunicações sem fios, de rádio e de televisão e de radar.

Quanto a eletricidade, diagnosticamos também as radiações de equipamentos que usam eletricidade.


Em comunicações sem fios compreendem-se os telemóveis e as antenas da sua rede de apoio, e as redes Tetra de comunicações de emergência, de bombeiros, redes de saúde, de segurança e de administração pública.

Os riscos de radiações eletromagnéticas de origem tecnológica, em centros educativos, podem ser relevantes?

 

Os centros educativos são de média permanência, e de menor risco do que os locais de maior permanência, como, por exemplo, os de dormir.

Por isso, qualquer radiação eletromagnética de origem tecnológica, tem efeitos potenciais, mas em todo o caso proporcionais ao tempo de permanência.

Poém, por vezes,  os centros educativos são frequentadas por crianças que também as usam para os seus periodos de repouso durante o dia.

Acresce que as mesmas crianças, depois de estarem nos centros educativos, vão para casa e estão submetidas a novas doses de radiações eletromagnéticas de origem tecnológica, que afectam as suas casas.

Então, os efeitos das radiações são acumulativos.

Convém fazer um diagnóstico para despistar situações de radiações eletromagnéticas de origem tecnológica, de grau médio a elevado de risco.



 

 

OBS. Este diagnóstico pode ser complementado com outro diagnóstico específico de radiações naturais e geopatias. 

Caso se realizem os dois diagnósticos na mesma intervenção (radiações naturais e geopatias + radiações eletromagnéticas de origem tecnológica), aplica-se um desconto de 20% sobre o preço dos diagnósticos, por economia de tempo e de  custos de deslocação. 
Ver também a área de:
 

  
Imprimir   
topo topo
     Fertilidade Gravidez Crianças
Geohabitat (c) 2009